webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
26/May/2017
Sivan 1, 5777

Sign in with Facebook

Sionismo

Cronologia - 100 Anos de Sionismo

1948

  • David Ben Gurion proclama em 14 de Maio a criação do Estado de Israel.
  • Israel é imediatamente reconhecido pelos Estados Unidos e pela URSS, seguidos por outros países.
  • Começa em 15 de Maio a Guerra da Independência, quando os exércitos do Egito, Síria, Líbano e um contingente do Iraque invadem o novo Estado; Jerusalém é sitiada e uma nova estrada, apelidade de Estrada de Burma, é construída para contornar a estrada original; a Jordânia captura colônia judaicas em Gush Etzion, ao norte do Mar Morto, bem como o bairro Judeu da cidade velha de Jerusalém; em 15 meses de luta intermitente, todos os invasores são expulsos.
  • Funda-se o Exército de Defesa de Israel, incorporando todas as organizações de defesa anteriores ao Estado.
  • Um primeiro censo demográfico encontra uma população de 872.700 habitantes: 716.00 Judeus e 156.000 não-Judeus.
  • A lira israelense substitui a libra inglesa como moeda oficial, com valor idêntico.
  • Começa a imigração em massa da Europa pós guerra e dos países árabes. Nos anos 1948-52, a imigração levaria 687.000 pessoas a Israel, dobrando a população judaica ali radicada.
  • Conde Bernadotte, o mediador nomeado pelas Nações Unidas, é assassinado em Jerusalém.
  • Altalena, um navio da organização secreta de defesa Etzel, é afundado nas costas de Tel Aviv, pelo Exército de Defesa de Israel


  • 1949

  • Eleições para o Primeiro Knesset (Parlamento); David Ben Gurion chefia um governo trabalhista de coalizão; até 1977 todos os governos serão chefiados pelo Partido Trabalhista.
  • Encontro do Primeiro Knesset em Jerusalém.
  • Chaim Weizmann é eleito o primeiro presidente pelo Knesset.
  • Umm Rashrah, hoje conhecida como Eilat, é capturada pelo Exército de Defesa de Israel; uma bandeira improvisada, desenhada a tinta, é hasteada.
  • Jerusalém é declarada capital de Israel.
  • Israel é admitido nas Nações Unidas como seu 59o. membro.
  • Inaugurado o Instituto de Ciência Weizmannn, em Rehovot.
  • Assinados acordos de armistício com Egito, Jordânia. Síria e Líbano.
  • Jerusalém é dividida entre Israel e Jordânia; a Jordânia controlando a Cidade Velha e Jerusalém leste e Israel controlando as regiões oeste e sul da cidade.
  • O governo institui a tzena, o racionamento de alimento; e outras necessidades.
  • Instituído o primeiro ulpan, aulas especiais destinadas ao ensino intensivo do hebraico.
  • Iniciada a Operação Tapete Mágico, a aliá dos Judeus do Iêmen.
  • Theodor Herzl, o pai do Sionismo, falecido e enterrado em Viena em 1904, é reenterrado em Jerusalém.
  • A população de Israel ultrapassa um milhão de habitantes.


  • 1950

  • O Knesset e a maioria dos ministérios mudam-se para Jerusalém, o Knesset reune-se em instalações provisórias, até a finalização de sua obra permantente, em 1966.
  • Iniciada a Operação Ezra e Nehemia, trazendo Judeus do Iraque para Israel.
  • Estabelece-se o primeiro ma'abará, um campo temporário para novos imigrantes.
  • Votada, pelo Knesset, a Lei do Retorno, garantindo aos Judeus o direito de vir a Israel como olim (imigrantes), e de se tornarem cidadãos.
  • A Grã-Bretanha reconhece o Estado de Israel.
  • Aberto o Porto de Eilat.
  • O Knesset vota a Lei (de punição) dos Nazistas e Colaboradores de Nazistas.


  • 1951

  • Greve de marinheiros paralisa, durante muitos meses, os portos de Israel.
  • Iniciado o projeto de recuperação do vale do Chula, para transformar pântanos em terra arável.
  • Incidente em El-Hamah inicia série de atritos contra a Síria.
  • Eleições para o Segundo Knesset.
  • O Congresso Sionista reúne-se, pela primeira vez, em Jerusalém.
  • Formada a cooperativa de transporte de ônibus Eged.
  • Criação do movimento kibutziano.


  • 1952

  • Assinado um Acordo de Reparações om a Alemanha, apesar das demonstrações de protesto.
  • Yitzchak Ben Tzvi é eleito segundo presidente de Israel, após a morte de Chaim Weizmann, no exercício do cargo.
  • Israel participa, pela primeira vez, dos Jogos Olímpicos, em Helsinque.
  • Iniciada a Operação Koresh, imigração de Judeus iranianos.
  • Realizado o primeiro Zimryá, festival trienal de corais de todo o mundo.


  • 1953

  • Criado, em Jerusalém, o Yad VaShem, Memorial do Holocausto dos Judeus.
  • O Ministério dos Assuntos do Exterior muda-se para Jerusalém.
  • Piora a situação da segurança na fronteira com a Jordânia; há muitos incidentes de infiltração.
  • Rompidas as relações diplomáticas entre Israel e a URSS.
  • Moshé Dayan é nomeado Chefe do Estado Maior do Exército de Defesa.
  • Fundada a Academia de Língua Hebraica, que orienta o desenvolvimento lingüístico formal do hebraico.
  • Fundada a Sociedade de Proteção à Natureza em Israel, dedicada à proteção e conservação da natureza e do meio-ambiente em Israel.
  • O primeiro-ministro David Ben Gurion retira-se para o Kibutz Sde Boker.


  • 1954

  • Moshé Sharett assume como Primeiro Ministro.
  • Egito impede cargueiro israelense, Bat Galim, de passar pelo Canal de Suez, em contravenção ao acordo de armistício.
  • O fiasco do Serviço de Inteligência Israelense no Egito ocasiona o escândalo (Esek Bish) que se prolonga por quase uma década e que obriga o Ministro da Defesa, Pinchas Lavon, a se demitir.
  • A imigração da África do Norte se acelera, à medida que cresce o anti-semitismo naqueles países.
  • Elementos infiltrados através da fronteira com a Jordânia atacam um ônibus em Maale HaKravim, ao norte do Neguev, e massacram 11 passageiros.
  • Um avião cai durante uma cerimônia comemorativa para pára-quedistas Judeus mortos na Segunda Guerra, no Kibutz Maagan, matando 17 pessoas.


  • 1955

  • Chegam a Israel os quatro Rolos do Mar Morto remanescentes, adquiridos pelo Estado de Israel, pelo Prof. Ygael Yadin.
  • Encontrado petróleo, em pequenas quantidades, no campo de Cheletz.
  • Eleições para o Terceiro Knesset; David Ben Gurion é novamente eleito Primeiro Ministro.
  • Inaugurada, em Ramat Gan, a Universidade de Bar Ilan, com ênfase em estudos de herança judaica.
  • O Primeiro Ministro de Burma, U Nu, realiza a primeira visita oficial de um Chefe de Estado a Israel.
  • Dr. Israel Kastner, um dos líderes do Judaísmo húngaro que mais tarde emigrou para Israel, é considerado culpado de colaboração com os nazistas durante a Segunda Guerra por uma corte distrital.
  • Fundada Kiriat Gat na região de Lachish.
  • Aviões de combate búlgaros derrubam um avião civil da El Al sobre a Bulgária: 58 mortos.


  • 1956

  • Aumentam as incursões de elementos infiltrados através da fronteira com o Egito, resultando vários incidentes.
  • Fundado o Mafdal, Partido Religioso Nacional.
  • Golda Meir torna-se Ministro das Relações Exteriores, substituindo Moshé Sharett.
  • Nasser nacionaliza o Canal de Suez.
  • A França dá ajuda militar a Israel.
  • Israel lança a Campanha do Sinai, paralela a uma operação britânica e francesa, seguindo o bloqueio egípcio dos Estreitos de Tiran; no curso das lutas, Israel captura a Faixa de Gaza e toda a Península do Sinai.
  • Fundada a Universidade de Tel Aviv.
  • Soldados do Exército de Defesa de Israel abrem fogo contra moradores árabes de Kfar Kassem, violando a trégua e matando 49 pessoas; os responsáveis recebem prolongadas penas de prisão.


  • 1957

  • Israel retira-se da Faixa de Gaza e da Península do Sinai, com garantias de passagem livre para seus navios pelo Canal de Suez.
  • Completada a drenagem do pântano de Chulah, oferecendo terra arável e prevenindo a malária.
  • Inaugurado o Auditório Mann em Tel Aviv.
  • Aumenta a imigração de países do leste europeu, especialmente Polônia e Hungria, bem como do Egito.


  • 1958

  • Fundado o Centro de Cooperação Internacional Mashav pelo Ministério do Exterior, a fim de compartilhar o know how de desenvolvimento.
  • Realizado o primeiro Concurso Internacional de Bíblia, em Jerusalém.
  • Colocada a pedra angular do edifício do Knesset, em Jerusalém.
  • Egito e Síria unem-se, formando a República Árabe Unida.
  • Inaugurado o campus da Universidade Hebraica, em Giv'at Ram.
  • População de Israel ultrapassa os 2 milhões.


  • 1959

  • Fundado o Serviço de Colocação de Empregos.
  • Inaugurado o Heichal Shlomo, a sede do rabinato.
  • Termina o tzena, o racionamento.
  • Eleito o Quarto Knesset.
  • Uma série de distúrbios e tumultos, de origem etno-sócio-econômica, acontece no subúrbio de Wadi Salib, em Haifa.
  • Chega em Haifa o primeiro submarino da marinha, Tanin (ie, crocodilo)
  • HaBimá é declarado o teatro nacional de Israel.


  • 1960

  • Inaugurado o Hospital Hadassa e a Escola Universitária de Medicina, em Ein Karem, Jerusalém.
  • Estabelecida a Autoridade das Regiões de Israel, para administrar as terras do estado e o Fundo Nacional Judaico.
  • Cartas do Arquivo de Bar Kochbah, século 2 da era civil, são encontradas numa escavação no deserto da Judéia.
  • Fundada a Comissão Nacional de Pesquisa Espacial.


  • 1961

  • Iniciada a Operação Yachin, trazendo imigrantes de Marrocos para Israel.
  • Afundado o navio Egoz, que transportava imigrantes do Marrocos; 43 passageiros morrem afogados.
  • Lançado o Shavit II, um satélite meteorológico experimental.
  • Adolf Eichmann, organizador do programa nazista de extermínio durante a Segunda Guerra, responde a julgamento em Jerusalém; considerado culpado e sentenciado à morte por crimes contra a humanidade e o Povo Judeu; enforcado em 1962.
  • Israel Ber, historiador militar e conselheiro do Ministro da Defesa,preso por espionar pela URSS e condenado a 15 anos de prisão.
  • Eleito o Quinto Knesset.
  • Iniciado o Chai Bar, um projeto para reintroduzir animais que vagavam pelo país de Israel ao seu habitait original; postos a serem criados em Aravá e na floresta de Carmel.


  • 1962

  • Realizada em Tel Aviv a Yerid Manizrach, feira comercial internacional; 33 países participam.
  • Instaurado programa económico incluindo grande deflação da lira, a moeda corrente de Israel; o cancelamento de subsídios nos produtos básicos leva à inflação e ao aumento do déficit da balança comercial.


  • 1963

  • O presidente Ben Tzvi morre no exercício das funções; Zalman Shazar é eleito terceiro presidente.
  • Levi Eshkol fica como Primeiro Ministro após a demissão de David Ben Gurion.
  • Inaugurada a Universidade de Haifa.
  • Iniciadas escavações arqueológicas em Massada, sob a orientação do Prof. Ygael Yadin.


  • 1964

  • O Papa Paulo VI visita Israel;o presidente Shazar recebe-o em Megido.
  • Fundada a Organização para a Libertação da Palestina.
  • Concluído o Sistema Nacional de Águas, trazendo água do norte e centro do país para a região sul, semi-árida.
  • Zeev Jabotinsky, Pai do Sionismo Revisionista, morto em 1940, é reenterrado em Jerusalém.
  • Fundada a cidade de Carmiel, na Baixa Galiléia.
  • Yitzchak Rabin é escolhido Chefe do Estado Maior.
  • Fundada a Autoridade de Reservas Naturais.


  • 1965

  • Ocorre o primeiro ataque da OLP ao Sistema Nacional de Águas.
  • Eli Cohen, agente secreto israelense, é enforcado em Damasco.
  • Fundado o Museu de Israel em Jerusalém como museu nacional do país.
  • Teddy Kolleck é eleito prefeito de Jerusalém; reeleito 6 vezes, seu exercício nas funções se estende por 28 anos.
  • Eleito o Sexto Knesset. Israel e Alemanha estabelecem relações diplomáticas.
  • Fundada Ne'ot Kedumim, uma reserva de locais biíblicos.


  • 1966

  • Escritor em hebraico, Schmuel Yossef Agnon, é co-laureado com o Prêmio Nobel em Literatura.
  • Abie Natan, ativista pró-paz israelense, foge para o Egito.
  • A Coca-Cola anuncia planos para construir uma fábrica em Israel, apesar do boicote árabe.
  • Plano econômico reivindicando menos gastos governamentais e menos consumo privado leva a um desaquecimento excessivo da economia e desemprego em massa.
  • Iniciadas transmissões educativas pela televisão.


  • 1967

  • Formado um governo de unidade nacional, em face aos maciços preparativos militares dos estados árabes vizinhos e do bloqueio egípcio dos Estreitos de Tiran.
  • Guerra dos Seis Dias: Israel invoca seu direito inerente de defesa, lançando um ataque preventivo; Judéia, Samária, Gaza, a Península do Sinai e Jerusalém, oficialmente reunida, passam ao controle de Israel; Israel ocupa as Colinas do Golan após luta renhida contra as força; da Síria.
  • Instituidaa prática, para pessoas e mercadorias, de Pontes Abertas para as pontes do Rio Jordão.
  • Mísseis mar-e-mar, atirados a partir de barcos egípcios perto de Port Said, afundam o destroyer israelense Eilat; 47 mortos e desaparecidos.
  • Adotada a Resolução 242 da Assembléia Geral das Nações Unidas, elaborando um acordo para a resolução da disputa árabe-israelense.
  • Instituido um governo militar para as áreas administradas.
  • Inaugurada a Universidade Ben Gurion, no Neguev.


  • 1968

  • O submarino Dakar desaparece em sua viagem inaugural no Mediterrâneo.
  • Mapai, Achdut Ha'Avodá e Rafi unem-se para formar o Partido Trabalhista de Israel.
  • Primeiras transmissões da televisão israelense.
  • Judeus voltam para Gush Etzion, abandonada em 1948 após a captura pelos jordanianos.
  • Judeus voltam a Hebron, abandonada em 1929, quando mais de 60 Judeus foram massacrados e o resto da comunidade evacuada para Jerusalém.
  • A OLP formula seu pacto, que nega a existência de Israel.
  • Ataques terroristas palestinos se intensificam, incluindo o seqüestro de um avião da EI AI, na rota de Roma a Argélia.
  • Iniciada uma guerra de atrito com Egito e Jordânia, causando perdas em ambos os lados.
  • Um carro-bomba no mercado Machané Yehuda, em Jerusalém, mata 12 e fere 70.
  • Passada a Lei Nacional de Seguros.


  • 1969

  • Levi Eshkol, Primeiro Ministro em exercício, morre; Golda Meir assume sua posição.
  • Cinco barcos torpedeiros de fabricação francesa, comprados e pagos por Israel, são trazidos, em viagem bem sucedida, de Cherbourg ao porto de Haifa, apesar do embargo francês contra armas.

  • Eleito o Sétimo Knesset; Golda Meir permanece como Primeiro Ministro.
  • Guerra de atrito, ações militares esporádicas do Egito, ao longo do Canal de Suez, escalam até que um renovado cessar-fogo é imposto.
  • Aviões Phantom, adquiridos dos Estados Unidos, chegam a Israel.


  • 1970

  • Doze crianças do Moshav Avivim são mortas num ataque terrorista.
  • Setembro Negro: choques entre as forças jordanianas e a OLP, numa tentativa de a OLP assumir o controle do país, terminam com vitória jordaniana; a OLP se reagrupa no Líbano.
  • Uma série de seqüestros de aviões internacionais é perpetrada por terroristas palestinos.
  • População de Israel ultrapassa os três milhões.


  • 1971

  • Panteras Negras, um movimento radical de protesto de israelenses de origem centro-leste e norte-africana entra em atividade por algum tempo; alguns de seus membros entram mais tarde na política.
  • Esforços americanos intensivos para chegar a um acordo entre Israel e Egito não surtem efeito.
  • Cônsul-Geral de Israel é morto por terroristas em Istambul.


  • 1972

  • O Exército de Defesa de Israel liberta os reféns de um avião Sabena, que havia sido seqüestrado no aeroporto de Lod.
  • Três terroristas japoneses abrem fogo no aeroporto de Lod, matando 25 pessoas e ferindo 72.
  • Onze atletas israelenses são assassinados por terroristas da OLP, durante os Jogos Olímpicos de Munique.
  • Aumenta a imigração da URSS, totalizando l00.000 Judeus nos anos 70.
  • Estação de Comunicações por Satélite, em Emek Ha'ela, começa a operar.
  • Enviadas séries de cartas-bomba a embaixadas israelenses no exterior.
  • Morto em Londres adido de agricultura de Israel.


  • 1973

  • Avião civil líbio é atingido no Sinai, por engano, pelo Exército de Defesa de Israel.
  • Efraim Katzir assume o cargo de quarto presidente de lsrael.
  • O movimento Cherut e o Partido Liberal juntam-se, formando o Likud.
  • Assassinado por terrorista o adido militar de Israel, em Washington.
  • Guerra do Yom Kipur, no Dia do Julgamento, dia mais sagrado do calendário judaico; Egito e Síria lançam um ataque surpresa, repelido por Israel após luta violenta e pesadas perdas.
  • Assembléia Geral da ONU passa a Resolução 338, exigindo um acordo para o conflito árabe-israelense, com base na Resolução 242 de 1967.
  • Morre David Ben Gurion, primeiro estadista a ser Primeiro-Ministro, considerado o pai do Estado de Israel.
  • Eleições para o Oitavo Knesset.


  • 1974

  • Golda Meir forma um novo governo.
  • Comissão Agranat é designada para investigar as causas do despreparo e conseqüentes perdas iniciais do Exército de Defesa de Israel durante a Guerra do Yom Kipur; a comissão conclui que oficiais militares superiores, e não a liderança política, eram os responsáveis.
  • Ocorrem demonstrações de protesto anti-governamentais.
  • Golda Meir renuncia ao cargo de Primeiro-Ministro.
  • Yitzchak Rabin assume o cargo de Primeiro-Ministro.
  • Vinte-e-um jovens são mortos em ataque terrorista, em Ma'alot.
  • Assinado um acordo de separação de forças com o Egito.
  • Assinado um acordo de desobrigação com a Síria.
  • Gush Emufiitn, movimento reivindicando direitos judaicos sobre Israel histórico (promovendo assentamentos em Judéia e Samária) entra em atividade.
  • Inaugurada a Universidade Aberta, oferecendo oportunidades de educação de nível superior por métodos flexíveis.
  • Realizado o primeiro Concurso de Piano Arthur Rubinstein.
  • Estabelecida a Fundação Bi-nacional EUA/Israel de Ciência, promovendo a pesquisa civil.


  • 1975

  • Resolução 3375, da Assembléia Geral das Nações Unidas, equaciona Sionismo e Racismo.
  • Israel assina tratado com a Comunidade Européia, instituindo o livre comércio para produtos industriais e promovendo seu aumento significativo.
  • Terroristas atacam o Hotel Savoy de Tel Aviv via mar; três soldados do Exército de Defesa de Israel são mortos durante o ataque.
  • Egito reabre o Canal de Suez após oito anos.
  • Israel apresenta o Kfir, avião de design e produção israelenses.
  • Knesset passa uma lei instituindo eleições diretas para prefeitos e chefes de conselhos regionais.
  • Iniciado o Hippy programa doméstico para o enriquecimento educacional de crianças retardadas em idade pré-escolar.


  • 1976

  • O Exército de Defesa de Israel liberta reféns cativos em Entebe, Uganda, que haviam sido capturados por terroristas durante o seqüestro de um avião a caminho de Paris; ação esta chamada Operação Jonathan, por causa de Jonathan Netanyahu, oficial morto durante a operação.
  • Primeiro Ministro Rabin renuncia, devido a um escândalo doméstico.
  • Instituída a Política de Boa Vizinhança entre Israel e Líbano.
  • Demonstrações e conflitos com a policia, em protesto contra o confisco de um território árabe deixam saldo de 6 mortos.
  • Ygael Yadin estabelece o Movimento Democrático pela Mudança.
  • Fundada Yad Sarah, instituição que empresta gratuitamente equipamento médico.


  • 1977

  • Eleições para o Nono Knesset; o Partido Likud ganha as eleições, pondo fim aos 29 anos de domínio do Partido Trabalhista; Begin é eleito Primeiro Ministro.
  • Anuar el-Sadat, presidente egípcio, visita Jerusalém, quebrando um ciclo de rejeição árabe de Israel.
  • Macabi Tel Aviv, time de bola-ao-cesto, ganha o Campeonato Europeu.
  • Begin permite que um grupo de refugiados vietnamitas em barcos entre em Israel.
  • Fundados o Fundo bi-Nacional EUA-Israel de Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura e a Fundação bi-Nacional EUA-Israel para Pesquisa e Desenvolvimento na Indústria, promovendo ambas atividades nas respectivas áreas.
  • Iniciado o Projeto Renewal, a fim de melhorar a qualidade de vida dos moradores de vizinhanças urbanas e cidades desamparadas.


  • 1978

  • Seqüestro de um ônibus por terroristas na estrada costeira; 35 passageiros são mortos.
  • Operação Litani, ação contra redutos terroristas no Sul do Líbano, em resposta a ataques contra civis ao norte de Israel.
  • Fundado o Movimento Paz Agora (Shalom Achshav).
  • Inaugurado o Museu da Diáspora (Beit Hatfutzot), em Tel Aviv.
  • Yitzchak Navon assume a posição de quinto Presidente de Israel.
  • Acordo de Camp David, assinado por Israel e Egito, como base para a paz entre os dois países e todo o Oriente Médio.
  • Primeiro-Ministro de Israel, Menachem Begin, e o Presidente do Egito, Anuar El-Sadat, recebem o Prêmio Nobel da Paz, por seus esforços em estabelecer a paz no Oriente Médio.


  • 1979

  • Assinado um Tratado de Paz com o Egito, pondo fim a um ciclo de 30 anos de guerra.
  • El Arish é devolvida ao Egito, conforme rezava o Tratado de Paz.
  • Fundado o Movimento Unido de Kibutzim (Takam).


  • 1980

  • Aberta a Embaixada de Israel no Cairo.
  • A Lei Básica: Jerusalém, Capital de Israel é aprovada no Knesset.
  • Inflação continua a subir; a lira é substituída pelo shekel (um shekel equivale a 10 lirot)
  • Israel continua a retirar-se do Sinai, incluindo a base aérea de Refidim.
  • O número de turistas chegando a Israel excede, pela primeira vez, a cifra de um milhão.
  • As exportações de Israel ultrapassam os 10 bilhões de dólares.


  • 1981

  • O time de basquete Macabi Tel Aviv ganha o Campeonato Europeu pela segunda vez.
  • O reator nuclear iraquiano é destruído pela Força Aérea Isralense, semanas antes de entrar em operação.
  • Eleito o Décimo Knesset, Menachem Begin permanece como Primeiro Ministro.
  • Assinado o Memorandum of Understanding com os Estados Unidos, constituindo a base para cooperação civil e militar.
  • Assinada a Lei das Colinas do Golan pelo Knesset.


  • 1982

  • Adido na Embaixada de Israel em Paris é morto por terroristas.
  • Israel completa a retirada do Sinai, como rezava o Tratado de Paz entre o Egito e Israel, apesar de amplos protestos.
  • O embaixador de Israel em Londres é ferido por terroristas.
  • Operação Paz para a Galiléia no Líbano é lançada contra redutos terroristas da OLP; redutos são usados para ataques contra o norte de Israel; o exército de Israel se retira do Líbano em 1985; zona de segurança no sul do Líbano é reservada.
  • Centenas de milhares de israelenses demonstram contra a guerra no Líbano.
  • Forças falangistas cristãs massacram refugiados muçulmanos em Sabra e Shatila, no sul do Líbano; cinco meses mais tarde, em Fevereiro de 1983, a Comissão Kahan conclui que, embora a responsabilidade direta do massacre tenha sido das Forças Falangistas Libanesas, Israel (nomeando o Ministro da Defesa Ariel Sharon) poderia ter feito mais para impedir ou limitar o perigo da vingança dos ataques.
  • O quartel general do Exército de Defesa de Israel em Tiro é destruído num ataque a bomba; saldo de 75 mortos.
  • Hospital Shaarei Tzedek, fundado em 1902, inaugura sua nova sede em Jerusalém.
  • A população de Israel ultrapassa a faixa dos 4 milhões.


  • 1983

  • Ativista do Paz Agora é morto, quando um extremista Judeu joga uma granada numa demonstração do movimento.
  • Chaim Herzog é eleito o 6o. Presidente.
  • Renuncia o Primeiro Ministro Begin; Yitzchak Shamir forma novo governo.
  • Violenta crise na bolsa de valores ameaça a economia como um todo.
  • Caminhão carregado com explosivos em Tiro mata 60 pessoas, entre árabes e israelenses, e fere outras dezenas.


  • 1984

  • Terroristas tomam um ônibus no caminho entre Tel Aviv e Ashkelon, matando um passageiro.
  • Descoberta organização secreta operando na Judéia e Samária; membros recebem sentenças de 8 anos a prisão perpétua; a maioria deles é perdoada pelo presidente após vários anos de prisão.

  • Concerto de música do grupo Kaveret no Parque HaYarkon reúne multidão recorde de 500,000.
  • Eleito o Décimo Knesset; formado um grupo de unidade nacional com rotatividade de Primeiros Ministros; Shimon Peres fica como Primeiro Ministro.
  • Operação Moisés traz, aproximadamente, 7,000 Judeus das antigas comunidades judaicas da Etiópia para Israel.


  • 1985

  • A indústria israelense de aviões divulga o primeiro protótipo do avião de caça Lavil programa é descontinuado em 1987, por razões orçamentárias.
  • Assinado Acordo de Livre Comércio com os Estados Unidos.
  • Mais de cem mil terroristas aprisionados em Israel são trocados por três prisioneiros israelenses da Guerra do Líbano.
  • Israel se retira do Líbano, conservando uma estreita zona de segurança para proteger o norte de Israel.
  • Programa emergencial de estabilização, posto em vigor pelo governo, consegue baixar a inflação anual de 445% para 20%.
  • Adido administrativo da Embaixada de Israel no Cairo é morto por terroristas.
  • Novo Shekel Israelense substitui o shekel: NIS = IS$1,000.
  • Soldado egípcio abre fogo contra um grupo de turistas em Israel e mata 7.
  • Eilat passa a ser zona de livre comércio.
  • Jonathan Pollard é julgado por espionar para Israel nos Estados Unidos e condenado à prisão perpétua.
  • Abre suas portas o Parque Industrial Tefen, plataforma de lançamento para indústrias de exportação iniciantes, com arredores planejados respeitando a consciência ambiental.


  • 1986

  • Estabelecimento de relações diplomáticas com a Espanha.
  • Chega em Israel, como novo imigrante, Anatoly (Nathan) Sharansky, conhecido refusenik na antiga URSS.
  • Funcionário da Embaixada de Israel no Cairo é morto por terroristas.
  • Primeiro Ministro Peres encontra o Rei Hassan II no Marrocos.
  • Ron Arad, piloto da Força Aérea d Israel, é capturado no Líbano; seu destino ainda é desconhecido.
  • Yitzchak Shamir torna-se Primeiro Ministro, conforme determina o acordo de rotatividade, assinado em 1984.
  • Aberto Escritório de Assuntos Israelenses em Varsóvia, reestabelecendo limitas relações diplomáticas entre Israel e a Europa Oriental.
  • Realizado o primeiro transplante de fígado em Israel.


  • 1987

  • O julgamento de John Demjanjuk, acusado de assassinar Judeus durante a Segunda Guerra, se realiza em Jerusalém; é considerado culpado, mas é absolvido mais tarde por falta de evidências.
  • Estabelecida a Fundação Alemanha Israel de Pesquisa Científica e Desenvolvimento, promovendo pesquisa básica e aplicada em áreas de interesse mútuo.
  • Iniciada a Universidade Popular, projeto fornecendo educação superior sob os auspícios municipais e regionais.


  • 1988

  • Assinado o Memorandum of Understanding com os Estados Unidos, expandindo a cooperação entre os dois países; ambos iniciam cooperação para produção do míssil Arrow.
  • Eleito o Décimo Segundo Knesset; Shamir permanece como Primeiro Ministro do governo de união nacional.
  • Centenas de dunams de floresta são destruídas pelo fogo provocado por terroristas da intifada.
  • Aberto Consulado Israelense em Moscou.


  • 1989

  • Taba é devolvida ao Egito após arbitragem internacional.
  • Abre suas portas a Nova Ópera de Israel.
  • Dezesseis passageiros de um ônibus são mortos na estrada de Jerusalém a Tel Aviv, quando um terrorista ganha controle do ônibus, e o dirige para cair de um rochedo.
  • Piloto sírio foge para Israel pilotando um MIG-23 e aterrisa em Megido.


  • 1990

  • Começa a imigração em massa de Judeus da URSS; em poucos anos mais de 700,000 imigrantes chegam em Israel.
  • Cai o governo de União Nacional após voto de desconfiança; ministros do Partido Trabalhista renunciam imediatamente; novo governo de direita e elementos religiosos é formado.
  • Lançado no espaço o satélite israelense Ofek 2.
  • Primeiro teste bem sucedido com o míssil Arrow.
  • Reestabelecidas relações diplomáticas com a URSS e outros países da Europa Oriental.
  • Ataque terrorista a turistas israelenses no Egito resulta 10 mortos.
  • O PIB de Israel aumenta, aproximadamente, 6% e continua a crescer nos anos 90.


  • 1991

  • Israel é atacado por mísseis iraquianos Scud, durante a Guerra do Golfo.
  • Operação Salomão, pela qual a maioria dos Judeus remanescentes na Etiópia, 15,000, aproximadamente, são levados numa operação aérea maciça.
  • Conferência de Paz do Oriente Médio, realizada em Madrid, reúne representantes de Israel, Egito, Jordânia, Síria, Líbano e dos palestinos.
  • Assembléia Geral da ONU rescinde resolução igualando Sionismo a Racismo.
  • A população de Israel ultrapassa os 5 milhões.


  • 1992

  • Israel e China estabelecem relações diplomáticas.
  • O Knesset aprova a lei para eleições diretas para Primeiro Ministro, a vigorar, a partir de 1996, para as eleições do 14o. Knesset.
  • Ataque à Embaixada de Israel em Buenos Aires deixa 29 mortos e dúzias de feridos.
  • Eleito o Décimo Terceiro Knesset; Yitzchak Rabin, pelo Partido Trabalhista, é eleito Primeiro Ministro.

  • Binyamin Netanyahu é eleito presidente do Partido Likud.
  • Israel ganha as primeiras medalhas olímpicas: prata e bronze no judô.
  • Inaugurada a nova sede do Supremo Tribunal.


  • 1993

  • Ezer Weizman é eleito sétimo presidente de Israel.
  • Operação Din VeHeshbon: após repetidos ataques de mísseis Katyusha ao norte de Israel, o exército ataca as bases do Hisbollah no sul do Líbano.
  • Declaração de Princípios no auto governo intermediário.
  • Acordos assinados entre a OLP, como representante do povo palestino, e Israel.
  • Relações diplomáticas são estabelecidas entre Israel e a Santa Sé.


  • 1994

  • Um extremista Judeu mata 29 muçulmanos que rezavam em Hebron.
  • Bomba humana suicida explode num ônibus em Tel Aviv, matando 24 pessoas e ferindo dezenas.
  • Assinado, no Cairo, o Acordo Gaza-Jericó, entre Israel e a OLP.
  • Assinado o Acordo de Paz entre Israel e a Jordânia, estabelecendo totais relações diplomáticas entre os dois estados.
  • Abertos escritórios de representação do Marrocos e da Tunísia.
  • Rabin, Peres e Arafat recebem o Prêmio Nobel da Paz.


  • 1995

  • Entra em vigor a Lei Nacional de Seguro e de Saúde.
  • Lançado o satélite Ofek 3.
  • Assinado o Acordo Provisório, entre Israel e a OLP, quanto ao East Bank e à Faixa de Gaza.
  • Assinado Tratado de Associação com os Estados Unidos, ampliando as relações de comércio.
  • Assassinado o Primeiro Ministro Yitzchak Rabin, por extremista Judeu, num comício de paz; Shimon Peres ocupa o cargo de Primeiro Ministro.
  • Número de turistas chegando anualmente supera, pela primeira vez, a faixa dos 2 milhões.


  • 1996

  • Uma série de ataques suicidas em Jerusalém, Ashkelon e Tel Aviv matam mais de 60 israelenses.
  • Lançada a Operação Vinhas da Ira contra bases terroristas no Líbano.
  • O exército remaneja populações na Judéia e Samária, incluindo o remanejamento de seis cidades.
  • Instalados escritórios de representação comercial em Omã e Qatar.
  • Eleito o Décimo Quarto Knesset e realizadas as primeiras eleições diretas para Primeiro Ministro; Binyamin Netaniahu,do Partido Likud, é eleito Primeiro Ministro.
  • Instalado escritório de representação comercial de Omani, em Tel Aviv.
  • Aberto ao público o túnel do Muro Ocidental; seguem-se violentos tumultos.
  • Israel ganha a medalha de bronze e, windsurfing, nos Jogos Olímpicos de Atlanta.
  • O PIB per capita de Israel, mais de US$16 mil, coloca-o como 21o. entre 200 nações do mundo; exportação de bens e serviços alcança U$31 bilhões; grandes investimentos, de Israel e do exterior, totalizam U$23.8 bilhões.


  • 1997

  • Assinado o Protocolo Referente ao Remanejamento em Hebron entre Israel e a Autoridade Palestina.
  • Choque entre dois helicópteros ao norte de Israel mata 73 soldados.
  • Sete escolares são assassinadas por soldado jordaniano em Naharayim, na fronteira entre Israel e Jordânia.
  • Bombas humanas suicidas em Jerusalém matam 21 pessoas em dois ataques separados.
  • Israel ganha a medalha de prata no campeonato de natação europeu.
  • Indústria de Israel continua a fazer progressos a nível ternacional em equipamentos médicos, eletrônicos, agrotécnicos, telecomunicações, química fina, hardware e software de computadores; lapidação de diamantes, preparando Israel para ser líder industrial no século 21.
  • Indique para um amigo!
    Para continuar vendo o conteúdo deste site, você deve estar logado!
    Utilize sua conta no Facebook ou feche esta janela.
    Sign in with Facebook [Fechar]