webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
29/Jun/2017
Tamuz 5, 5777

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Rosh HaShaná

Introdução

Rosh Hashaná (literalmente, "cabeça do ano"), um dos poucos dias solenes no calendário judaico, também é chamado de:


  • Iom Teruá - o Dia do Soprar (das trompetes);

  • Iom Hazikaron - O Dia de Recordação;

  • Zichron Teruá - Tributo para o Soprar (das trompetes);

  • Iom Hadin - O Dia de Julgamento.



Rosh Hashaná é observado no princípio do sétimo mês hebraico, Tishrei, durante dois dias.

Enquanto Nissan é declarado na Bíblia como o primeiro mês do ano, Tishrei veio a ser considerado como o começo do ano civil, pois este foi o mês da Criação e nele que o ano do jubileu começou, quando foram libertados os escravos e toda a propriedade foi restabelecida aos donos originais.

Origem

Rosh Hashaná é definida no seguinte verso bíblico:
"No sétimo mês, no primeiro dia do mês, será um descanso solene para vocês, uma comemoração proclamada com o toque do shofar (trompete feita de chifres), uma convocação santa...."

Em contraste com os outros festivais, Rosh Hashaná não tem uma base na história nem na agricultura.

O conceito do ano novo como "Iom Hadin", Dia de Julgamento, quando toda a espécie humana é julgada pelo Criador e o destino de cada indivíduo encontra seu lugar no Livro da Vida, é de origem de rabínica, baseada nos versos seguintes:

"Toque o chifre à lua nova, À lua cheia de nosso dia de festa. Pois isto é um estatuto de Israel, Um (dia de) julgamento pelo D'us de Jacob."
(Salmos 81:4,5)

Observância

Ao longo do mês de Elul, que precede Rosh Hashaná, muitos Judeus se ocupam de várias preparações espirituais durante as Grandes Dias Santos.

  • O Shofar é soprado todos os dias da semana no serviço matutino para despertar os fiéis para a seriedade do serviço.

  • Do domingo antes de Rosh Hashaná, orações penitenciais (Selichot) são recitadas diariamente dia entre meia-noite e amanhecer. Quando o ano novo ocorre numa segunda ou terça-feira, as Selichot são iniciadas no domingo da semana anterior.



Os cartões de ano novo, expressando desejos de um ano bom e doce, são enviado aos parentes e amigos. Também é habitual aos fiéis cumprimentarem uns aos outros após o serviço da véspera de Rosh Hashaná com a expressão hebraica "Leshaná Tová Tikatevu Vetichatemu" (literalmente, que seja escrito e selado para um ano bom), respondida com "Gam Atá" (O mesmo para você).

Em Casa

Os costumes e cerimônias em casa também refletem preocupação com o sucesso do ano próximo:


  • Além da recitação do Kidush (a oração de santificação sobre o vinho) e o acendimento das velas festivas na véspera de Rosh Hashaná, um pedaço de maçã é molhado em mel. A pessoa que executa este ato simbólico implora, "Possa D'us nos conceder um ano bom e doce.

  • A pessoa molha pão no mel com a esperança de que da mesma maneira que o pão é doce, que as experiências do próximo ano possam ser apenas as mais agradáveis.

  • Na segunda noite, uma fruta que não ainda não tenha sido comida durante o ano é experimentada e uma bênção apropriada é recitada.

  • Judeus sefaradim têm um Seder completo de Rosh Hashaná, semelhante ao de Pessach e ao de Tu Bishvat.



Oração

Em Rosh Hashaná, os Judeus se contêm geralmente de suas ocupações diárias e atividades e participam o serviço religioso comunitário nas sinagogas.

O serviço de oração preocupa-se principalmente com as vidas e bens dos indivíduos e com a paz de toda a espécie humana. Unetane Tokef ("Nós celebraremos a santidade deste dia temeroso") é uma das orações mais importantes do dia. Discute os assuntos deste Dia de Julgamento, e conclui com a famosa frase: "Mas penitência, oração e caridade evitam o decreto do mau".

Malchiot, Zichronot e Shofrot são orações que implicam na aceitação do Reinado de D'us (Malchiot), lembrando (Zichronot) os méritos de nossos antepassados, e a esperança de que vida e paz desçam ao mundo inteiro proclamadas pelo Shofar - o chifre de carneiro (Shofrot).

Os toques do Shofar chamam os congregantes para o arrependimento, durante e após o Serviço Adicional (Mussaf), exceto quando Rosh Hashaná cai no Shabat. O Shofar é tocado cem vezes, em intervalos específicos durante o serviço, em silêncio completo e com a congregação atenta.

Os sons do Shofar são de três tipos:


  • Tekiá - Uma nota longa, profunda que termina abruptamente;

  • Shevarim - Três toques curtos;

  • Teruah - nove toques curtos


O último som, um Tekiá prolongado, é chamado "Tekiá Gdolá".

Meditação privada

Na tarde do primeiro dia de Rosh Hashaná, muitos Judeus vão para as margens de um rio e recitam versos dos profetas e outras fontes apropriadas.

Esta cerimônia simboliza uma pessoa lançando (TASHLICH) seus pecados nas profundidades da água.

Os Dez Dias de Penitência

Rosh Hashaná inicia os Dez Dias de Penitência (Asseret Iemei Tshuvá), o período mais solene do calendário judaico, um tempo fixo a parte para contemplação sincera e arrependimento. O Shabat que ocorre durante estes dez dias é chamado "Shabat de Arrependimento" (Shabat Shuvá), pois a porção profética (Haftará) lida no serviço matutino inicia-se com a palavra Shuvá (literalmente, "Retorno") - uma exortação para o Povo de Israel para voltar a D'us.

Fonte: Central Pedagógica da Agência Judaica para Israel
1 2 3 4 5
Somente usuários logados podem avaliar os textos

Indique para um amigo!
Para continuar vendo o conteúdo deste site, você deve estar logado!
Utilize sua conta no Facebook ou feche esta janela.
Sign in with Facebook [Fechar]