webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
23/May/2017
Iyar 27, 5777

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Sucot

Ushpizin

Ushpizin é um termo em aramaico que significa 'visitantes'. De acordo com a tradição, os Ushpizin nos visitam em nossa Sucá, durante os sete dias da festa.

A fonte para o conceito de Ushpizin é o Zohar.

'Quando uma pessoa senta em sua Sucá, a Schechiná (presença divina) cobre-a com suas asas, e então, Avraham, junto com os outros cinco Tzadikim (Yitzchak, Yaacov, Yossef, Moshé e Aharon), e o Rei David, estão junto com ele.'

Uma das experiências interessantes de Sucot, é a de deixarmos a proteção de nossas moradias permanentes para passarmos sete dias apenas sob a proteção divina. Cada um dos sete Ushpizin exemplificaram este conceito ao longo de suas vidas. Por exemplo, Avraham deixou a segurança de seu lar e a casa de seu pai, e partiu numa jornada protegida pela promessa de D'us. Yitzchak teve que abandonar seu lar para habitar entre os filisteus, por causa de um período de fome. Yaacov teve que deixar sua moradia para viver com Lavan, etc.

Os sete também representam os atributos divinos a que aspiramos. Por exemplo, Avraham representa a amabilidade e a bondade (Chessed), Yitzchak, a força e heroísmo (Gvurá), etc. Estes sete atributos também se referem a conceitos mais profundos, discutidos em textos chassídicos e na Cabalá, nas chamadas Sefirot. Consistem em aspectos através dos quais D'us interage com Sua criação.

Há duas opiniões a respeito da ordem de chegada dos visitantes. Segundo uma tradição, a ordem é a cronológica, de acordo com a ordem de suas aparições na história, enquanto, de acordo com Arizal (Rabino Yitzchak de Luria), a ordem é a que aparece nas Sefirot, e, portanto Yossef vem depois de Aharon.

A um costume atribuído a Arizal de se convidar sete pessoas pobres para comer na Sucá, representando os sete Ushpizin. Você teria assim os sete convidados espirituais, com sete convidados terrenos, e a presença divina pairando sobre a Sucá.

Alguns judeus de origem Sefaradi tem o costume de deixar uma cadeira livre nas noites de Sucot, reservada para o convidado da noite. A cadeira é decorada especialmente, e a cada dia se anuncia com o visitante que está sendo esperado.

Em alguns lugares em Israel, as crianças tem o costume de se juntar ao redor de uma criança que tenha o nome do visitante do dia, cantando e dançando sob a Sucá.

Fonte: Virtual Jerusalem
1 2 3 4 5
Somente usuários logados podem avaliar os textos

Indique para um amigo!
Para continuar vendo o conteúdo deste site, você deve estar logado!
Utilize sua conta no Facebook ou feche esta janela.
Sign in with Facebook [Fechar]